terça-feira, 1 de dezembro de 2009


Meu querido Quim,

venho por este meio voluntariar-me para protagonizar contigo a letra da Banana Pancakes! Quando quiseres, sabes onde moro, filho...

quarta-feira, 9 de setembro de 2009

Só me apetece é...

Uma pessoa aqui cheia de salero...

...e vá de estudar!
A propósito, parabéns Márinho!*

terça-feira, 1 de setembro de 2009

Ca nojo!


Hoje só quero dizer que gosto muito de receber visitas, mas nem todas são benvindas!

Xô osgas!

sexta-feira, 28 de agosto de 2009

Peço desculpa mas não resisto a acrescentar: Hugh Grant, Pierce Brosnan, David Charvet, Tom Cruise e aquele-cujo-nome-não-se-pode-pronunciar-mas-é-o-sósia-salvaterrense-do-leonardo-dicaprio... Voltem, estão perdoados!

Como diz a outra...

...eu sei que isto é um blog sério mas... Convido os interessados e/ou desocupados (os procrastinantes que me perdoem por não mencionar a classe, mas sei que acabarão por ver!) a visitar este link:


Diz-se que aí mora o top dos 50 homens mais sexy do planeta! Eu só pergunto isto: que planeta?!

P.S.: Procrastinantes, existe?

quinta-feira, 27 de agosto de 2009

Não há mal que sempre dure, nem bem que nunca acabe...


Quem é que me vai tirar do sério?
Quem é que me vai esgotar a paciência?
Quem é que me vai fazer gritar que nem uma louca?

E quem é que me vai arrancar a peruca todos os dias?
Quem é que me vai oferecer flores de manhã à tarde?
Quem é que me vai fazer rir com ternura?

Eu quero saber quem é que me vai estragar com mimos a partir de amanhã às 5 e meia da tarde...

segunda-feira, 24 de agosto de 2009

Shiuuu!


Acho graça quando a Ana ralha comigo pela minha relação com a escrita. E agora que ponho as coisas em termos de relação, diria mesmo que a nossa é de amor-ódio. Enquanto vagueio entre pensamentos e sentimentos, as palavras dançam por aqui... Uma daqui, outra dacolá, e depressa se monta um texto que tenta escapar à força de uma lágrima. E aí entro eu. Sempre pronta a travar os dedos, sempre relutante em encostar a caneta no papel. Tenho dores fechadas em caixinhas e enquanto a escrita teima em libertá-las, eu cerro os punhos e os dentes para não as deixar fugir. Se é bom, se é mau, se é defesa ou cobardia, não sei. Sei que é assim que se vai passando. Ou ficando.

...Como um emaranhado de cordões que me entrelaça o peito!

domingo, 16 de agosto de 2009


- ... Now everything is different. And you changed that and you can't change it back. I want more.
- I know that of wanting more. I invented the concept. The question is how much more?
- I want the fairytale.

sábado, 8 de agosto de 2009

Raúl Solnado (1929 - 2009)

Provavelmente o melhor humorista português de sempre! Grande talento, grande obra e aparentemente grande homem também!



domingo, 19 de julho de 2009

domingo, 12 de julho de 2009


Gosto de detalhes e de me perder a observá-los atentamente. Hoje um banco de jardim e os olhos postos em dois carreiros de formigas bastaram. Completamente alheada de tudo à minha volta, debruçada nos joelhos, como se fosse aquela a minha janela para o mundo. Quem passasse ia julgar-me louca e isso também me fez sorrir. É engraçado como os sorrisos mais espontâneos surgem das coisas mais improváveis. Nunca nenhum livro da escola me tinha ensinado que as formigas são arrastadas pelo vento... Hoje foi o próprio vento que me quis mostrar essa habilidade. E depois de me ter preocupado com as formigas acabei por sorrir! E nunca nenhuma fotografia daquelas espectaculares me tinha mostrado uma formiga a carregar um dente-de-leão. Hoje foram os meus olhos que guardaram esse retrato neste álbum pessoal e intransmissível, chamado memória, que começa a dar sinais de fraqueza mas ainda tem capacidade para estes pequenos nadas. E mais uma vez sorri!

sexta-feira, 26 de junho de 2009

Gente rara que sou eu, gente rara que és tu! =)


Há amizades que nos surpreendem, umas que nos desiludem, outras que nos arrebatam. Umas mais recentes, outras que vêm de longe... Algumas repentinas, outras que parecem ir fermentando com o tempo. Umas são mais fugazes, mas noutras podemos apostar a vida em como se vão manter. Há amizades de circunstância, amizades à distância, amizades da infância e outras do berço. Amizades do tudo e do nada, amizades que não o são, amizades que parecem exageradas e amizades "assim-assim"... Umas de escola, outras de Faculdade, até há amizades de trabalho e até já as inventaram coloridas... Depois há ainda uma outra que poucos conhecem e eu não vou dizer qual é porque tem mais graça assim! (Até porque a nossa também é dessas!)

Mas depois (sim, depois quer dizer para lá) de tudo isso, há eu e tu... Que não quero saber em qual(quais) destas categorias nos inserimos, porque somos... EU E TU! Na alegria e na tristeza, na saúde e na doença, no amor e na depressão, no fritanço e no trabalho, nas semelhanças e nas diferençsa, na PARTILHA!... xD Lado-a-lado, à distância de um telefonema, de uma SMS, de dois monitores de computador com uma mesma janela aberta, de um para o outro lado da mesa do bar, de uma cadeira de Anfiteatro para a vizinha do lado, sempre perto... E estás a ler bem, isto é uma espécie de texto completamente adolescente! Porquê? Porque podemos... Porque somos as adolescentes mais adultas ou as adultas mais adolescentes, somos as melhores dos nossos mundos e isso basta! =)

Um beijo, um abraço e um sorriso para dizer que gosto MESMO de ti! Só porque hoje precisava de o dizer...

sexta-feira, 19 de junho de 2009

Exasperaaaada
Exaspe-ra-a-da
Não sei se preferia atirar-me da ponte
Ou uma martelaaaa-ada...

Ao ritmo de "Abandonada" de Ágata. Esse grande hit. Essa grande artista da música ligeira portuguesa. E sim! Estou farta de estudar...

quarta-feira, 17 de junho de 2009

Dizem os apontamentos de Psicopatologia:

"O mundo só faz sentido quando é partilhado!
Só a partilha confere sentido à subjectividade!"

E o que eu gosto de encontrar frases destas entre definições de conceitos e descrições de quadros sintomáticos...

quarta-feira, 27 de maio de 2009

Andamos todos uma casa ao nosso lado.

"Olha o ramo da espiiiga!". O pregão e os raminhos alinhados fizeram-me sorrir logo de manhã. Mas a seguir veio a nostalgia. Não sou de cá. Sou de um sítio onde a espiga não se compra na rua quando o vermelho aceso faz sobrar um minuto para não correr. Sou de um sítio onde a espiga se apanha no campo. Não se paga por ela. É apanhada meticolosamente em família e depois é a mãe quem compõe o raminho, com o carinho de uma mãe. Lá nada está no raminho por acaso, tudo tem uma simbologia.
E de repente, a infância... É que lá de onde sou as crianças sabem a que cheira a terra molhada. Quando se descalçam chove areia dos pés. Ainda brincam, sujam-se e se calhar continuam a provar azedas. Lá ouve-se "bom dia" e "boa tarde" e as pessoas têm um nome. Senão têm uma alcunha, um parentesco (são filhas de... ou netas de... maridos, mulheres... primos do marido da filha de...), senão não são de lá... Lá de onde eu sou também se vê o céu quando se olha em frente, não é preciso olhar para cima.

Estive onde não podia deixar de estar, e vim-me embora rapidamente. Sou daqui.

Lisboa, 21 de Maio de 2009.

sexta-feira, 15 de maio de 2009


Pede-se a quem tiver o controle remoto da minha vida que o devolva, sff. Obrigada.

quarta-feira, 6 de maio de 2009


- Mas tu não vês que não estás a falar de pessoas?
- Claro que não estou. Estou a falar de jóias.
- ...
- Sim, é isso mesmo. O que é que não percebes, as semelhanças ou as diferenças?
- Nada.
- Pois não. Não vês que aqui as peças não caem de cima? Não vês que as cores e as formas se têm de juntar? Não vês que não podes trocar as peças todas de lugar? Há regras.
- ...
- Tu ainda não percebeste o truque do Bejeweled...
- Tem truque?
- Claro que sim.
- ...
- Ouve: as peças de cima estão mesmo ali à vista. Mas se caímos na tentação de jogar com elas bloqueamos o jogo.
- O segredo é começar por baixo?
- O segredo é jogar sempre por baixo.

quarta-feira, 29 de abril de 2009


"Don't forget. I'm just a girl in front of a boy, asking him to love her."
Lembram-se do Blog Quero Embrulh'ARTE? Eis aqui mais uma pérola do artesanato: http://maria-flor-ma.blogspot.com/! Puxadores, caixinhas, molduras, fraldas, telas... Cores suaves, outras vivas mas todas alegres. Com muito bom gosto e habilidade!

Visitem e façam as vossas encomendas! E parabéns à artista! ;)

segunda-feira, 27 de abril de 2009


Mudas de palco sem pedir licença. Deixas que te atem cordeis sem sequer esbracejar. Segues os movimentos de quem mexe a cruz de pau que tens por cima da cabeça e não ofereces resistência. Não te impões. Não te opões. Nem sequer te expões. Deixas que alguém que não conheces ou não queres revelar te mova. Não me deixas sair do palco mas não queres contracenar comigo. Olha, tens os fios embaraçados. Ainda vais cair... Deixas-me desatar? Levanta-te daí.


Afinal és tu que seguras os cordeis, eles não estão atados. Afinal és tu que te arrastas, não está ninguém a puxar-te. Afinal és tu quem está a escrever a história, com uma letra que não é tua. Olha, tens a caneta rebentada. Ainda te vais sujar... Queres uma nova? Eu limpo.


Deixa-me contar-te uma história... Era uma vez um menino de verdade que queria ser uma marioneta.


Há vidas que vivemos não sendo nossas. Há dores que não sendo nossas nos doem.

quinta-feira, 12 de fevereiro de 2009

Esta agora é que é verdade!


“If you are always there for me, I expect you’ll be there the next time.
And if you let me down when I need you, I don’t know what to expect the next time.”
__________________________________________________
(Para os mais curiosos, nada tem a ver com questões pessoais concretas.)

segunda-feira, 9 de fevereiro de 2009

Ele há elogios...

"És mesmo leal. Até mete nojo."

quarta-feira, 4 de fevereiro de 2009

Quando se lê...

"O cristianismo encontra os seus princípios nos ensinamentos de Jesus de Nazaré, que iniciou a sua missão por volta do ano 30 a.C."... tá na hora de fazer uma pausa para o lanche.

É caso para dizer: Santa Ignorância!

sexta-feira, 30 de janeiro de 2009

Io penso positivo perché son vivo, perché son vivo...

A última vez que tinha ouvido esta música foi na bellissima Italia! No longínquo e saudoso Verão de 2006... No Fiat (pois, tá claro!) do homem mais bonito do mundo e quiçá de Itália, com o próprio a acompanhar o não menos belo (quer dizer, é bem menos belo, mas assim fica mais poético!) Jovanotti, em gritos encantadoramente desafinados, por entre belas montanhas a caminho das igualmente belas grutas de Buso de La Rana! Ahh...
Ontem, ouvi-a num programa de TV e hoje decidi ir à procura dela. Foi como que um rasgo de sol, a interromper estes dias de clausura dedicada ao estudo, com este cansativo céu cinzento que não pára de chorar. Loool
De resto, descobri hoje que não tem uma letra muito católica, mas perdoa-se com a mensagem: Io penso positivo perché son vivo, perché son vivo! Para mim é quanto baste...

terça-feira, 27 de janeiro de 2009


Se eu soprar muito, com muita força, os problemas vão-se embora? Se eu soprar com muita, muita força, vão-se embora as chatices, as frustrações, os medos e as obrigações? Se eu soprar com muita força posso ir para outro lugar onde seja Primavera e eu não tenha o que fazer?

Posso voltar a ser pequenina, se eu pedir com muita força?

Posso deixar tudo e fugir para bem longe?