sexta-feira, 26 de junho de 2009

Gente rara que sou eu, gente rara que és tu! =)


Há amizades que nos surpreendem, umas que nos desiludem, outras que nos arrebatam. Umas mais recentes, outras que vêm de longe... Algumas repentinas, outras que parecem ir fermentando com o tempo. Umas são mais fugazes, mas noutras podemos apostar a vida em como se vão manter. Há amizades de circunstância, amizades à distância, amizades da infância e outras do berço. Amizades do tudo e do nada, amizades que não o são, amizades que parecem exageradas e amizades "assim-assim"... Umas de escola, outras de Faculdade, até há amizades de trabalho e até já as inventaram coloridas... Depois há ainda uma outra que poucos conhecem e eu não vou dizer qual é porque tem mais graça assim! (Até porque a nossa também é dessas!)

Mas depois (sim, depois quer dizer para lá) de tudo isso, há eu e tu... Que não quero saber em qual(quais) destas categorias nos inserimos, porque somos... EU E TU! Na alegria e na tristeza, na saúde e na doença, no amor e na depressão, no fritanço e no trabalho, nas semelhanças e nas diferençsa, na PARTILHA!... xD Lado-a-lado, à distância de um telefonema, de uma SMS, de dois monitores de computador com uma mesma janela aberta, de um para o outro lado da mesa do bar, de uma cadeira de Anfiteatro para a vizinha do lado, sempre perto... E estás a ler bem, isto é uma espécie de texto completamente adolescente! Porquê? Porque podemos... Porque somos as adolescentes mais adultas ou as adultas mais adolescentes, somos as melhores dos nossos mundos e isso basta! =)

Um beijo, um abraço e um sorriso para dizer que gosto MESMO de ti! Só porque hoje precisava de o dizer...

sexta-feira, 19 de junho de 2009

Exasperaaaada
Exaspe-ra-a-da
Não sei se preferia atirar-me da ponte
Ou uma martelaaaa-ada...

Ao ritmo de "Abandonada" de Ágata. Esse grande hit. Essa grande artista da música ligeira portuguesa. E sim! Estou farta de estudar...

quarta-feira, 17 de junho de 2009

Dizem os apontamentos de Psicopatologia:

"O mundo só faz sentido quando é partilhado!
Só a partilha confere sentido à subjectividade!"

E o que eu gosto de encontrar frases destas entre definições de conceitos e descrições de quadros sintomáticos...